10 janeiro, 2006

Um blog porquê?


Nú com jarros - Diogo Rivera

A razão porque fiz este blog é complexa. Pertencendo já hà alguns anos a um determinado grupo na web, acabei por sentir que me estava por vezes a expôr demais...Chegaram mesmo a dizer-me, gente mais cautelosa, que só lá ia cuscar mas nada escrevia....Alguns assuntos acabavam por não interessar aos outros e pensei que gostaria de ter um espaço onde pudesse escrever algo que sentia, de maneira livre, sem amarras. Emoções feitas palavras, sentimentos feitos imagens, sorrisos feitos música. Precisava de dar largas à minha timidez, sentia-me prisioneira, não me chegava. Claro que preferia que fosse mais um forum, onde as opiniões sobre este ou aquele assunto se debatessem largamente para esclarecer ideias, para informar e ter feedback.
Os blogues são espaços de livre pensamento, onde se pode voar ao sabor do vento, com o ritmo e a toada que se quiser. Às vezes são quase secretos, refúgios de lamentos, de amores perdidos. Outros, de discussão de temas políticos, crìtica mordaz, raiva contida e depois libertada...Depois há olhares pela câmara, originais ou emprestados, imagens belíssimas...Jogos de palavras, poesia, prosa, frases curtas ricas de significado.
Para mim conhecer este mundo foi um mundo e continua a ser. Estou constantemente a deslumbrar-me com a força, o vigor, a beleza, a ternura da palavra escrita.
Porque é disso que se trata nestes espaços primordialmente: tranformar as emoções em palavras e procurar a paz.

1 comentário:

paper life disse...

Bom texto.

Do Diego Rivera conhecia todos os jarros menos estes.

:)