19 janeiro, 2006

Panquecas com chantilly



A Bretanha é a terra dos crépes, em português, panquecas. Não sei se a Suzette era oriunda daquelas bandas ou se foi ela que as inventou. Não são aquelas panquecas tipo roda de carro americano, não! São fininhas, doces ou salgadas, uma delícia!
Durante alguns anos fiz campismo, não por opção, mas para conhecer mundo, ou melhor a Europa além Pirinéus. Tive várias tendas, de vários tipos e algumas ainda as conservo. Porque não desisti do campismo! Não desisto facilmente quando tenho um objectivo!
Numa dessas viagens, com o Fernando e a tia Alice, nossa companheira ideal, resolvemos passear pela Bretanha. Eu costumava falar dos famosos crépes à tia Alice e havia nela uma certa expectativa de os provar...
Estacionámos o carro à beira-mar, cansados da tirada desde a região do Loire, onde passámos alguns dias em suave descanso. Vimos uma barraquinha de crépes e lá fomos alvoroçadas!
Quando a tia Alice deu a primeira dentada olhou para mim e exclamou:
- Ò Belinha, os teus crépes são muito melhores do que estes!!!! Nem de perto!!!!
Fiquei vaidosa e ainda hoje estou! Porque as minhas panquecas são, de facto, boas!
Raramente acreditamos no nosso valor...nem que seja para fazer umas simples panquecas!

Aí vai a receita que, se não me engano, é do Chefe Silva.

Massa:

120 grs de farinha
100 grs de açucar
50 grs de manteiga derretida
4 ovos
Água q. b.

Mistura-se tudo, excepto a água, que se vai deitando no fim, até a massa ficar um pouco líquida.
Unta-se uma frigideira anti-aderente com margarina ; deitam-se colheradas de massa, virando dum lado e doutro, até aloirarem. Cheguei a atirá-las ao ar ...!!!!

Recheio:

O que se gostar: simples, mel, açúcar com canela, açucar com Vinho do Porto, chantilly, gelado, chocolate....

Ora aqui estão elas....



Bom proveito!


2 comentários:

Cristina disse...

nhac!!!!!!

Girassol disse...

Cristina, se estiveres por perto...
Bjinho