24 dezembro, 2010

O presente de Natal...


O tempo não é de prendas,
A crise está p'ra ficar...
Mas mesmo assim tive sorte,
Veio mesmo a calhar!

Sentadinha à lareira,
No lume fixo o olhar,
À porta ouvi bater
E o meu nome chamar...
Nem queria acreditar,
Quando a porta fui abrir...
À minha frente lá estava
O Pai Natal a sorrir!!!!



Cofiando a barba branca
Perante o meu olhar espantado,
Entregou-me uma carta
Dizendo estar apressado...
E lá se foi no seu trenó
Com os sininhos tilintando,
Deixando-me embasbacada,
Sem palavras, gaguejando!



De pronto abri a missiva,
Para ver de que tratava:
Sabem o que ela continha?
A "REFORMA" que ansiava!!!!!!
Mas que presente tão bom,
Até dancei de contente,
Breve sairei da "prisa",
Livre serei finalmente!!!!!

Os projectos já são tantos,
Quando o ano começar,
Vida nova, agitada,
E fazer só o que gostar!!!!!


Um Natal muito Alegre para todos e um Novo Ano de 2011 com muito Amor... já que este não paga imposto!
Beijinhos da girassol

24 agosto, 2010

Não importa...


"Não importa o tamanho da montanha, ela não pode tapar o sol."


Provérbio chinês
(imagem da net)

28 junho, 2010

"Ser pedra ....


"Ser pedra é fácil, difícil, é ser vidraça."
--Provérbio Chinês

27 maio, 2010

Lembrando Vinicius...


Vinicius de Moraes (da net)


Eu Não Existo Sem Você
Vinicius de Moraes
Composição: Tom Jobim e Vinicius de Moraes
Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada neste mundo, levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo o grande amor só é bem grande se fôr triste
Por isso, meu amor, não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos me encaminham p'ra você.
Assim como o oceano só é belo com o luar
Assim como a canção só tem razão se se cantar
Asim como uma nuvem só acontece se chover
Assim como o poeta só é grande se sofrer
Assim como viver sem ter amor não é viver
Não há você sem mim, eu não existo sem você.


Kiss - Roy Lichtenstein

25 maio, 2010

Crocodilos...

"Não pense que não há crocodilos só porque a água está calma."
--Provérbio malaio

19 maio, 2010

Quem se lembra...

dos "Les Chats Sauvages" cantando "Derniers Baisers"?

Ei-los...

05 maio, 2010

Tô na Mêda...

Não é a brincar, não...
Estou mesmo!

O trabalho trouxe-me até terras do distrito da Guarda, muito particularmente, Mêda.
Casas brasonadas, ruínas, castelos e ainda sinais da passagem dos romanos.

Vistas soberbas: vinhas, amendoais, olivais, castanheiros.

A vinha a crescer nas pedras...

E tanto rosmaninho em flor...
Sentem o seu perfume?

06 abril, 2010

Rua da Saudade...



Ary dos Santos, homenageado desta forma linda por 4 mulheres:
Susana Félix, Mafalda Arnaud, Luanda Cozetti e Viviane.

28 março, 2010

Tempo de Primavera I

Primavera - Ilustração de Taro Semba (1960)
"Primavera não é uma simples estação de flores, é muito mais, é um colorido da alma."
Jaak Bosmans

26 março, 2010

Primavera chuvosa...



A viva conversa
Da capa e do guarda-chuva —
Chuva de primavera.
Buson

28 fevereiro, 2010

Custa a crer...

Tantos desastres naturais em tão pouco tempo...
Tantas vidas ceifadas...
Tanta destruição...

Primeiro o terramoto no Haiti...
Depois as inundações da Madeira...
A seguir o tremor de terra no Chile...
Agora o temporal em França.

Pedimos acalmia para os elementos da Natureza.
Pedimos paz para todos os que partiram.
Pedimos coragem para os que perderam os seus familiares e amigos.


É tempo de reflexão, de dádiva, de partilha.
Tempo de pensar mais nos que sofrem do que em nós próprios.
Tempo de esperança.
Que melhores dias virão!

(imagens da net)

24 fevereiro, 2010

Trabalhar e brincar...

Assim passei estes últimos dez dias...!

O meu netinho de 20 meses que vive no Lux fêz-me uma visita muitissimo apreciada e, apesar de não ter tirado férias para estar com ele, consegui conciliar trabalho com brincadeiras e gozar imenso a sua presença radiosa.
Sempre a rir, sempre bem disposto... Sairá à avó girassol?
Pelo menos é do mesmo signo, Gémeos, o que lhe traz decerto uma alegria de viver acrescentada!!!!!

Falar é mais difícil, apesar de ter feito imensos progressos no português...de tanto o ouvir falar!!
É que o rapaz vê-se grego com tanto idioma diferente: a mãe fala-lhe em português, o pai em francês e na creche só ouve luxemburguês....Safa!!!!!
Difícil a separação, claro!

Mas não vou pensar nisso. Sabem porquê?
É muito simples: vou hoje meter o PAPEL PARA A REFORMA!!!!!!!
Não sei se me aceitarão, mas como as regras mudam tanta vez, resolvi tentar já pedir a aposentação para sair em Novembro.

Já imaginaram este girassol radical na reforma?????

03 fevereiro, 2010

Rosa Lobato Faria...inesquecível!

Também podia ter dado este título:

Rosa Lobato Faria...para sempre!

Porque para sempre ficarão as suas palavras escritas, quer em romance, poesia ou em letras de músicas que nos encantaram...

Uma Senhora de enorme talento, actriz e escritora, que deixou uma espantosa dádiva de amor e energia nas palavras que escreveu.

Hoje recordo-a na sua beleza serena, nas palavras deste poema que escolhi pela sua simplicidade e profundidade.
Quero dar-te
Quero dar-te a coisa mais pequenina que houver
bago de arroz
grão de areia
semente de linho
suspiro de pássaro
pedra de sal
som de regato
a coisa mais pequena do mundo
a sombra do meu nome
o peso do meu coração na tua pele.
Rosa Lobato Faria


Endless Love - Alfred Gockel

20 janeiro, 2010

Férias acabadas....


De regresso de Macau, ainda com algum jat-leg, preparo-me mentalmente para iniciar a actividade profissional já amanhã, o que não se apresenta fácil....!

Tarda a reforma, há que aprender a cultivar a paciência...

Mas deixo-vos ainda algumas imagens duma breve passagem por Hong Kong.




Imagens tiradas de Kowloon, em Harbour City

11 janeiro, 2010

De Macau V

Recordando ainda a passagem pela Tailândia...

Em Bangkok resolvemos visitar a casa-museu de Jim Thompson.
Jim Thompson é um nome bem conhecido no mundo da seda, quer pelo excepcional bom-gosto, quer pela sua qualidade, com lojas com o seu nome por toda a parte.

Um arquitecto americano, de nome James H.W.Thompson, radicou-se em Bangkok revitalizando a indústria da seda na Tailândia, considerada uma das melhores do mundo. Desapareceu misteriosamente na selva malaia, em 1967.

Pode visitar-se a casa-museu, integrada num conjunto de seis casas de estilo tailandês, rodeadas por uma floresta tropical em miniatura, um lago com peixes lindissimos e almoçar ou lanchar naquele pequeno oásis.

Foi o que fizémos: almoçámos confortavelmente à beira do lago, visitámos a loja à espera da visita guiada e depois já não tivémos tempo de a realizar por ter chegado a hora de partirmos para as praias.
Pena...ficará para uma próxima vez!

Loja do Jim Thompson no Sheraton

Para quem quiser saber mais fica o endereço:

05 janeiro, 2010

De Macau IV

Desta curta viagem à Tailândia, falta ainda mostrar-vos o pouco que vi pela passagem por Bangkok, uma cidade enorme, com 70 km de comprimento, trânsito caótico, cheiros esquisitos, muito betão em contraste com áreas de jardins onde se vislumbram templos budistas lindissimos.

Visitámos o Templo do Buda Deitado, ou em tailandês Wat Pho, um dos maiores e mais antigos templos de Bangkok.
Fiquei maravilhada...Não há palavras que cheguem para exprimir o que se sente quando se está perante algo tão belo.
As imagens falam por si, penso.


Budha dourado brilhante ( 46 m comp. e 15 m altura) com a sola dos pés toda trabalhada em madrepérola


Detalhes das pinturas das paredes do templo
Pormenor duma Stupa (cerâmica)
Menino a estudar à porta dum dos muitos templos
Telhas oferecidas para restauso dos diversos templos
Trata-se de um conjunto grande de templos e stupas, arborizado, onde se pode passear, sem ouvir o ruído da cidade.
Não se pode perder, caso visitem alguma vez esta cidade!

04 janeiro, 2010

De Macau III

De regresso a Macau o tempo era outro: frio, chuvoso, em suma, inverno!
Que diferença para o paraíso de calor e banhos de mar donde saíramos...
Recordando...

A noite de passagem de ano foi também diferente: jantar na praia, temperatura morna, céu estrelado, lua cheia!



Preparativos para a festa

Buffet variado, comida tailandesa, bebidas à discrição, servidas pelo pessoal do resort, que nos encheram de amabilidades. Tudo pensado ao pormenor, mesas bem decoradas, música ao vivo (que não era tão boa...). Isto porque o cantor desafinava num terrível inglês canções muito românticas que quase nos adormeceram...

Lua cheia e fogo de artifício

Depois distribuiram lanternas de papel pelas famílias, tratando-se dum costume curioso: formula--se um desejo para o ano que vai entrar, lança-se o balão levando as mágoas e tristezas que porventura nos afligiram no ano que terminou. Muito bonito!


Pai e filha lançaram esta lanterna de papel

Fogo de artifício, champanhe e brindes, nada faltou!

Foi a primeira vez que passei o fim de ano descalça...e no fim tomei banho vestida!! Tinha prometido e cumpri!

Loucuras ...que sabem bem!

Daí a horas, amanheceu assim.