07 abril, 2006

Amor para toda a vida ?


Steamy Windows - Joan Sommerville


Sorri, sorriste. O Mundo era pequeno.
Mas bastava. Cabia nele, intacto,
o encantamento pleno
que te detinha ali, junto de mim,
que nos detinha ali, serenos, puros
longe da multidão, longe do Tempo
rio que passava ao largo e nós ficávamos.

Plenitude - Sebastião da Gama
Acreditam num amor para toda a vida?
A cumplicidade, a plenitude, o encanto duma relação que consegue ultrapassar obstáculos, barreiras, dificuldades e vence por amor, leva-me a dizer:
- Dá uma trabalheira.....mas vale a pena!!!

25 comentários:

alfazema disse...

Claro que acredito num amor para toda a vida. Esta caminhada feita a dois,partilhada com amor, amizade, cumplicidade, ternura, compreensão, tolerância ,ultrapassa todos os obstáculos, vence todas as barreiras e finalmente predomina a satisfação de se ter cumprido a promessa feita muitos anos atrás. Por mim já lá vão 32 feitos a três de Abril.
Um beijo

HatA/mãe disse...

Adeus minha querida girassol
até um dia, beijos

Era uma vez um Girassol disse...

Sortuda, Alfazema, continua a acreditar! Também é preciso trabalhar para isso, não é? Parabéns, apesar de atrasados!

Querida Noite, deixei-te uma mensagem no blog, espero que tenhas gostado dela.

Bjinhos para as duas

Lmatta disse...

Gostei do poema e da foto da pergunta essa ja nao acredito :(

aprendiz de viajante disse...

O amor é como uma plantinha... deve de ser regado e cuidado com carinho, se isso não acontece, seca como as plantas!!!

Um beijinho e bfs

paper life disse...

Posso dizer com toda a convicção: ACREDITO sim.

:) E também gosto muito do Sebastião da Gama que quase me iniciou no dizer poesia.

Bjs :

Girassol disse...

Imatta, também tenho a impressão pelo que tenho lido em muitos blogues que não se acredita muito num amor para sempre...Há que inverter esta situação!!!!

wicca, que definição mais doce e real de amor duradouro!

pois.claro, sei que acreditas...Punha-se outra pergunta, mas não a faço agora.

Beijokas

Rui Martins disse...

bem... acredito q nas relações de longa duração (uma vida?) existem um pouco de tudo: amor, ódio, enfado, não necessariamente por essa ordem, e em círculos constantes... O Amor absoluto e idealizado tem posto fim a muitos relacionamentos felizes... nada é mais injusto do que comparar a crueza da vida real com as idealizações dos romances e da tela...

neste contexto o "amor puro" pode ser tão perigoso como o radicalismo religioso. ambos são uma adopção absoluta de um conjunto de conceitos ideiais ("não-concretos") que ignora frequentemente a Realidade e as limitações do Homem. (caixa alta!!!).

isto é... a maioria de nós é demasiado imperfeita para ter... um amor perfeito!

logo... amamos como podemos, quem podemos, da melhor maneira que sabemos. E esta raramente (nunca?), é Perfeita.

Girassol disse...

Rui, concordo, quem falou em perfeição? Amores-perfeitos só no meu canteiro....lolol
Também não acredito no amor absoluto, mas no amor real, sofrido, com altos e baixos!Próprio do ser humano que somos, com tantos defeitos...
O que digo é que existe a possibilidade, mesmo com todos esses quês, de levar por diante uma relação em que o amor, humor, cumplicidade, consigam de facto torná-la especial.
Dou especial importância ao humor numa relação e julgo que esta terá mais sucesso se "brincarmos com o amor usando o humor, amando perdidamente..." como escrevi num dos primeiros posts!
Bjs

Adryka disse...

Sabes amiga eu acredito mais numa amizade pura para toda a vida. Beijinhos

Bazuca disse...

Para toda a vida é a amizade, ás vezes!
É muito mais fácil conviver com a amizade do que com o amor, talvez por isso ele não é eterno, como diz Vinicius é eterno enquanto dura. Apenas e é tudo.
bjinho para ti, que és uma brilhante Sunflower cheia de alegorias.

Girassol disse...

Adryka, agradeço a tua visita! Uma amizade pura é uma pérola rara e preciosa!
Volta sempre...

Bazuca, não estás muito combativa...! Esperava mais!
Vinicius disse: "é eterno enquanto dura"...
e eu digo: porque não há-de durar toda a vida?????

Beijinhos

Jardineira aprendiz disse...

É bom poder acreditar nisso!
Obrigada pela visita, realmente somos vizinhas reais e virtuais!

Bazuca disse...

Estou cheia de sono, Sunflower,como queres tu que eu combata assim?! o meu combate actual é outro, mas um dia vou pensar sériamente em ser uma Dama das Camélias...que dizes??

BlueShell disse...

Quando ASSIM É...claro que vale a pena!!!
Grata pelas tuas palavras de alento. Foram importantes, OBRIGADA!
Um FDS pleno de cores em azuis-mar
BShell^^^***^^^***^^^***^^^^***
»»»***»»»***»»»***»»»***»»»***
«««***«««***«««***«««***«««***
»»»***»»»***»»»***»»»***»»»***
«««***«««***«««***«««***«««***

perola&granito disse...

Bom fim de semana :o)

Girassol disse...

jardineira aprendiz
blueshell
Acredita que pode acontecer! Temos um papel importante neste percurso: tolerância, respeito, luta anti-rotina, amor a rodos, sem poupar no carinho...
E encontrar a pessoa certa, claro!É preciso saber esperar.

Bazuca, não te estou a ver de vestido de balão, rendinhas e folhinhos...!!!
Mas ainda me hei-de rir...e espero ser convidada!

Perola&granito, agradeço a visita!

Beijinhos

PiresF disse...

Hoje estou 100% ao teu lado. Eu acredito.
Sendo para mim o amor o conjunto de vários factores de que destaco a harmonia, amizade, conhecimento, cumplicidade e intimidade, é claro que acredito.
Talvez por ter a sorte, de conhecer casos reais de amor.
Pois é… eu conheço.

Grande abraço.

greentea disse...

Ponto 1 - PORQUE DE POESIA NÃO SE VIVE, costumo dizer que são INVESTIMENTOS que se fazem e é necessário rentabilizar, como quaisquer outros. É simples!
Compramos um bolbo ou uma semente, deitamos à terra cuidamos deles, mas às vezes não dão flor; outros , dão . Todos os anos vão rebentando novos ramos , novas pernadas e novas flores.
Dá trabalho? Claro. Muita geada no Inverno, granizo, vendavais mas vale a pena sobreviver a tudo isso e voltar a respirar o ar perfumado de cada nova primavera que se abraça.
Acho q respondi à tua pergunta...

Ponto 2 - "Alguém" andou aí a fazer comentários em outros blogs.
É importante fazê-los e dizer o que tem de ser dito. Não tenho a minima dúvida sobre a questão que apresentáste, nem daquilo q eu respondi. O livro q referia é extremamente importante para abordar este tipo de questões.
Gosto tb muito de um outro :"Porquê eu, porquê isto, porquê agora" de Robin Norwood, Editora Sinais de Fogo.
Nada acontece por acaso, por isso nos tinhamos de encontrar alguma vez, nem q fosse na blogosfera...
Um beijo para ti.

Girassol disse...

Como ficaste com dúvidas com o post de ontem, resolvi hoje dar o golpe final...Vês como concordamos?
Também conheço...
Mas podia haver mais, se houvesse mais partilha, como diz a Alfazema...
E porque amamos, deixamos de ver rugas, cabelos brancos, pneuzinhos...É "A Face do Ser" como lhe chamou a Daniela Mann no post de hoje...do Ser Amado!

Bjinho

Um outro olhar disse...

acreditar acredito

....

olho em volta e o que vejo não é isso que reflete

:)

greentea disse...

onde se lê o "nascer" ???
bom dia.

Jorge Moreira disse...

Se houver interesse de ambas as partes, sim!
Beijinhos,

Desambientado disse...

Acredito sim.
Se o amor de pai ou de ma~e é para toda a vida, porque não há-de ser também o amor que sentimos pela mãe dos nossos filhos?

sa.ra disse...

Claro que acredito!
Acredito que quando se AMA é para sempre, sempre!

e não falo do amor "interesseiro"... daquele que só se interressa pelo intesse de ser satisfeito, correspendido!
Falo do Amor que Ama, que age com Amor... do Amor que quer bem... que antes de mais deseja o Amor ao outro!


beijinhos!