20 julho, 2006

Jaquinzinhos p’ró jantar…


Seis da tarde, calor e algum vento. Rumámos à marina, com uma lancheira contendo fruta, iogurtes e sumos. Canas de pesca, engodo, galricho.
E muita vontade de passar um bom bocado de fim de tarde na Ria.

E assim aconteceu.
Asssentámos ferro perto de São Jacinto, o pescador sacou logo dos instrumentos para a pesca e começou a faina…
Refilava, a água era pouco profunda, o barco não estava aprumado ao vento, etc, etc…
Eu sentei-me a apanhar os últimos raios de sol e a ler uma revista. Resolvi não tomar uma banhoca, já estava frio para isso…Mas quando está calor, apetece! Ponho o colete porque não sei nadar quase nada e regalo-me a exercitar pernas e braços…

Daí a pouco, começou a dar carapauzinho e eu peguei na cana para experimentar…
E lá vieram eles…Umas vezes um, outras vezes dois de cada vez…
O pescador ficou admirado e não tinha mãos a medir, pois tinha de tirar os peixitos dos meus anzóis, isso não faço!!!! Mal pegava na cana de pesca dele, tinha de vir socorrer-me…E assim continuou a faina, umas vezes interrompida porque os malandrecos ou iam dar uma curva ou fugiam dos outros peixes (robalos..)!!!


Quando demos por terminada a pescaria, já lusco-fusco, verificou-se que o galricho onde se guardaram os peixes estava furado…Muitos fugiram, sorte deles…
Mesmo assim apanhámos 67 jaquinzinhos!!!!


A Ria estava belíssima em fim de tarde. Um pôr-do-sol maravilhoso e depois uma sintonia em azul, reflectindo calma, serenidade.



Há dias…que mais parecem noites…

Mas há outros que nos enchem completamente de luz!

Ao Mixtu dedico este post, pelo seu interesse pela pesca, pelo seu gosto pela poesia e haikais em particular, pelo seu carinho!

15 comentários:

pitanga disse...

Momentos como o que descreve nos dá a impressão de Deus acordou de bom humor conosco, não é?
beijos pitanga

alfazema disse...

O teu post é muito bonito. Tão bonito como costumam ser os teus posts mas este tem um não sei quê especial porque a atmosfera da ria tem um cheiro que inebria, porque o pôr-do-sol na ria é fascinante e porque este post é um hino à amizade. fazer amigos assim, encontrar amigos assim, por aqui, não é fácil mas há quem os faça, quem tenha essa capacidade de se dar ao outro de uma forma leal, honesta, sincera.
um grande beijo amiga por seres esse ser humano rico e precioso.

mixtu disse...

era uma vez uns jaquinzinhos...
com que então a companheira do pescador encartado é que pesca... yayaya... isto há cada uma, vou mandar tirar a carta ao pescador...
Eu quando vou à pesca farto-me pescar percas... yayaya
e é raro o dia que não apanho no rio sardinhas com 30 cm... yayaya
Por falar em sardinhas, saudades do rápido (comboio) que trazia os jornais e a sardinha da figueira da foz...
como sabes vou todos os dias para a tasca da velha, para os copos e para a tertúlia dos haikus... aparece, traz o pescador já que não pesca sai daqui a saber fazer haikus... yayayaya e tu contas estórias de Macau...
Era uma vez uns jaquinzinhos, um arroz e feijão...
Besitos

Teresa Durães disse...

Não eram jaquinzinhos jaquinzinhos, pois não? :(

eram mais grandinhos, não eram?....

(porque esses não se podem pescar...)

foi só uma expressão não foi?....

:((

olhar disse...

Já pesquei em tempos de águas azuis. Agora limito-me a comer sem pensar de onde vem o q como.

Bela forma de contar.

Beijo e boa noite.

:)

bettips disse...

Tão lindo, lindo ... essa ria. E esteve a respirar o mesmo ar, da Casa da Música: uma visita com amigos é delícia!

Isabel-F. disse...

... adoro janquizinhos ...e imagino esses como devem ter sido bons... não há nada melhor que peixinho acabadinho de sair do mar...poucos se podem gabar de o ter experimentado...

bela a sequencia de fotos

bom fim de semana
beijinhos

Caracolinha disse...

Nem imaginas como regredi e vivenciei velhos e bons tempos de pescaria junto com o meu avô ...

Beijoca encaracolada e um :)

Girassol disse...

Assim ao final da tarde também sabe bem passar por aqui e ler posts destes.
Relembrar a ria, aquela calma dos fins de tarde a cheirar a maresia..e S.Jacinto, humm, como adoro S.Jacinto! =))

dulce disse...

Um fim de tarde que me pareceu óptimo. Fugiram uns peixitos ... mas não houve crise! ainda sobraram muitos para o jantar.
As fotos mostram bem o fim de tarde magnífico.
Beijos para ti e um bom fim de semana

Girassol disse...

Pitanga,
Alfazema,
Mixtu
Ave
Olhar
Bettips
Isabel
Caracolinha
Girassol
Dulce
Tiveram a paciência de ler mais uma "saborosa" aventura deste girassol que parece ter guelras....
Os carapaus eram mesmo jaquinzinhos ( faltou a foto...) e ainda não é proibido pescá-los na pesca desportiva....
Beijinhos para todos

Teresa Durães disse...

Girassol,

:) Fico feliz por saber :)

Desculpa o comentário mas sou uma defensora acérrima da bicharada...

No Minho matam as lampreias que vêm desovar ao rio a torto e a direito. A lampreia é boa de comer. Mas tem regras a pesca.

Basta só cumprir e dá para todos, não é?

Bj!!!!

Luisa disse...

Deve ter sido um belo fim do dia! As fotografias são maravilhosas!

greentea disse...

a única vez que pesquei na minha vida foi em Luanda, no MUSSULO.
fOMOS PARA A PRAIA e um deles levara uma cana de pesca. Às tantas fui experrimentar e sempre a uma velocidade incrivel vinham 2 ou 3 peixitos no anzol.
Não sei o q era mas não eram jaquinzitos, qualq coisa parecida, mas naquela noite tb o jantar fooi diferente!!

Beijinhos

perola&granito disse...

fotos lindas