12 julho, 2006

A araucária ainda está aí?


Hoje não foi o meu melhor dia…
Digamos que uma pedrinha de gelo penetrou no meu coração e arrefeceu-o.
E o sorriso largo, os olhos brilhantes de entusiasmo, não existiram.
Apenas um esgar a imitar um sorriso e olhar mortiço, nada habitual. Repararam, no trabalho, não estava a mesma….

Como explicar que, quantas vezes temos ideias, concretizadas com muito trabalho, formação à nossa custa, nas horas de descanso, depois aproveitadas por outros, sem o mínimo reconhecimento? Complicado…
Quem me mandou ser idiota e persistente? Quem me disse que queriam que eu inovasse?
Ninguém….Azar!


Há pouco estava eu ainda de ressaca, toca o telemóvel.
- Estou na Matola…Diz-me onde fica a tua casa!!!!
- Olá! Então em que sítio estás?
- Em frente da bomba de gasolina, ao lado do Rádio Clube. Vim pela auto-estrada, sentido Maputo-Boane, virei à esquerda…
- Volta pelo mesmo caminho e antes de chegares à auto-estrada, viras à esquerda.
- Está bem, já te ligo…
Pausa. O meu coração acelera. O meu colega de curso foi a Moçambique e quis que eu “visse e sentisse” através das suas palavras a casa onde passei grande parte da minha adolescência e juventude…A “ minha casa da Matola”!
O telefona toca novamente.
- Está?
- Estou na rua que disseste. Qual é a casa?
- Vês duas casas iguais, com colunas, do lado esquerdo? É a última, penso que já não é verde….
- Estou em frente dela…Está muito bonita, bem conservada, mas está rosa.
Rio-me, nervosa.
- E a araucária ainda aí está, do lado esquerdo do jardim?
- Sim e o jardim está muito bem tratado.
Agradeço, comovida…Quase que a vejo….

Alguém me quis dar um presente hoje.
Fiquei feliz.



(imagem da net)

21 comentários:

Luisa disse...

Deve ter sido tão emocionante "rever" a tua antiga casa! Há pessoas com tanto sentido de oportunidade! Espero que tenhas ficado melhor depois de saberes que a arucária ainda lá estava...

Era uma vez um Girassol disse...

Claro, Luísa...
Eu precisava de saber que "algo vivo", do meu tempo, ainda lá se encontrava...Foi instintivo!
Bjs

Bazuca disse...

Oh Sunflower, não te quero tão triste porque tu és o girassol que nos aquece! entendo a 1ªparte e melhor ainda a 2ª... tudo dói, tudo magoa porque a primeira não é merecida e a 2ª não foi merecida tambem...a tua memória é a melhor araucária da tua vida! vais encontra-la sempre que dela necessitares...
bjinhos muito amigos

madalena pestana disse...

E eu fico Feliz por ti, flor do sol!

Bjs.

:)

pitanga disse...

Girassol,não sei como é essa sua araucária mas aqui é uma espécie de pinheiro natural do estado do Espírito Santo que faz divisa com o Rio. É assim? Coincidência nós duas falarmos do passado essa semana nos nossos blogs. Adoro ver seu girassol no meu.
beijos da pitanga

Girassol disse...

É mesmo! É uma árvore resinosa, brasileira, cujos ramos se dispõem em andares paralelos.
Bjinho

Anónimo disse...

Deve ser bonita a arucária!!

Mas as nogueiras também são imponentes e bonitas!!!

Em breve temos de nos encontrar!

Beijinhos, Elsa

Era uma vez um Girassol disse...

Olá Elsa!
Uma linda árvore, cá também existe.
Imaginas a emoção?????
Nem consegui descrever bem....
Vamos nisso, então!
Bjs

Girassol disse...

No meio da escuridão desse dia tão pesado e negativo algo mágico aconteceu, para mostrar que no meio do caos também acontecem milagres.
Que telefonema oportuno, essas recordações e esse miminho não podiam ter chegado em melhor altura.
E melhor ainda é saber que o tempo corre apressado, a vida muda e nós mudamos com ela... mas certas coisas permanecem para além dos dias, dos anos, da vida..

beijinho!

Teresa Durães disse...

Boa noite,

Que bom amigo esse!!

Um outro olhar disse...

são aqueles pequenos gestos que nada parecem mas muito querem dizer

compreendo-te muito bem

:)

aprendiz de viajante disse...

Também te trouxe um presente... Esta simples rosa para perfumar a minha ausência...

Um bjinho e até para a semana!

alfazema disse...

Olá girassol! Afinal a araucária ainda está lá. como nós gostamos tanto daquilo que plantamos? Não é o homem deve plantar uma árvore ? tratar bem da terra é o que isto quer dizer. E tu trataste e ainda continuas preocupada com ela.Bonita menina/mulher.
Beijinhos. Não te quero triste.

AS disse...

Sabes... também me comovi. Não conheço essa casa, evidentemente, mas conheço a Matola, Boane...
Tenho imagens do Maputo (LM) que ainda hoje estão nitidas na minha memória, como o Polana e as suas noites mágicas! Será que ainda existe?

Um beijo meu...

Vanda Baltazar disse...

Sabes, deve ter sido o Universo que se uniu para equilibrar o teu eco-sistema :) Porque quando se fecha uma porta, se abre sempre uma janela :) e que assim seja sempre, que um mau momento seja sempre recompensado por um outro, numa estranha e profunda simbiose de momentos mágicos, plantados, quem sabe, sob o chão duma araucária :)


Ofereço-te um chá de menta em Marrokos, queres? :)

beijinho

Van

peciscas disse...

Tenho, para publicar um destes dias, uma imagem de uma araucária com 120 anos que é considerada como espécie protegida.

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Fiquei emocionada!
Fiquei feliz por ti...de alguma forma enganaste a saudade e a nostalgia e isso aqueceu teu coração.

Um abraço

boleia disse...

oh, ate eu emocionei...
e do trabalho, nao te preocupes! Acredito que tudo o que alguem faz, volta a si... bem ou mal!

segurademim disse...

... é só fechar os olhos, respirar fundo e aí estão as memórias e as reconstruções do que em nós marcou forte, intenso... até os cheiros nos chegam

greentea disse...

QUE BELO PRESENTE , GIRASSOL!!!!


beijos para ti , estou de volta...

Era uma vez um Girassol disse...

À minha Tribo Girassol, agradeço os mimos...
Quase que apetece ter um dia piorzinho para receber tanto!!!
Estou a brincar....
Beijinhos