01 março, 2006

Banhoca...no Mosa!

De regresso de uns dias passados na Holanda, a caminho do Luxemburgo, onde passávamos férias em casa de um amigo, resolvemos fazer um desvio e acampar nas margens do rio Mosa ( La Meuse), junto a Dinant.



O rio Mosa

Ficámos mesmo junto à fronteira da Bélgica com a França, num campo de macieiras, transformado em parque de campismo, sendo já quase noite. Um sítio muito agradável, calmo, com bastante espaço.

Montámos as três tendas: uma canadiana e dois iglôs, um para as duas garotas e a outra para o amiguito que nos acompanhava e é hoje o pai da minha neta!
No dia seguinte, resolvemos ir explorar terreno e chegámos à margem do rio. Descobrimos um sítio bom e combinámos ir nessa tarde tomar uma banhoca.
Foi uma maravilha: água mansa, fresca, paisagem agradável, sentimento de liberdade. Perto, olhando para nós com ar sereno mas curioso, um casal de cisnes nadava silenciosamente. Ao contrário de nós, que fazíamos uma galhofa, com brincadeiras de água, corridas, risos.

Dinant

À noite, depois de jantar, fomos até Dinant, situada na margem do rio, belíssima. Passeámos nas ruas estreitinhas e junto à margem do rio, onde se encontravam ancorados barcos de recreio e pequenas barcaças. Dentro dos barcos ou no convés, os afortunados marinheiros de água doce ceavam à luz de velas, fazendo desejar também sentir-nos assim...!
Assistimos, com um montão de gente, a um espectáculo de laser ( luz e som) no rochedo típico da cidade, Roche Bayard.

No dia seguinte, de manhã, fomos acordados por um megafone, num barco percorrendo o rio, que gritava algo em francês. Apurámos o ouvido: era proibido tomar banho, tinha havido uma descarga de uma central nuclear para o rio...
Não quisémos saber mais nada...!!!!

7 comentários:

alice disse...

boa tarde girassol,

obrigada pelo teu comentário no meu blog
desculpa o atraso da minha visita, mas estive a arrumar a casa
beijinhos,
alice

Bitta disse...

A tua vida é uma aventura fantástica!!! Vale a pena recordar, registar e partilhar...

Um beijinho

Anónimo disse...

Já aqui estou...e fazia as malas e partia de tenda! Isso mesmo!!
beijinho, Elsa

PiresF disse...

Depois da “Primeira noite na Ria” vem a banhoca radioactiva sem dar tempo a tomar fôlego.
Bolas… quantas histórias e cada uma melhor que a outra, e logo contadas na primeira pessoa.
Que luxo de blog minha amiga e que histórias…

Um abraço.

Henrique Santos disse...

Era uma vez um girassol a passear... ao redor do sol, pois então... a brincar para te agradecer as tuas visitas, sempre muito cheias de sol. As tuas aventuras davam um livro, sabias? E que livro!
Bjinhos Ricky

Era uma vez um Girassol disse...

Alice, já me tens como leitora...

Bitta, se não, esqueço...!

Elsa, acreditas que tenho saudades? Diverti-me...

Pires, obrigada pelas tuas palavras...Isto é como aquela história de 2 prisioneiros: um só via as grades, o outro via o céu e as estrelas....

Ricky, meu padrinho blogueiro, isso era preciso material em quantidade e qualidade e....

Beijokas para todos

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read » »