27 agosto, 2007

“Plantadora de imagens e sentimentos”…


Assim me chamou, num comentário, alguém por quem nutro forte admiração e empatia aqui na Blogosfera, mesmo sem nunca a ter visto pessoalmente.

Que, com mestria, escreve, desenha e me encanta com os relatos das suas viagens, partilhando com amor o que o seu olhar conhecedor alcança e desfruta.
Obrigada, Helena, gostei muito que me tivesses chamado assim.

Não ser apenas um simples girassol, que tenta contagiar com a sua energia e emoções os que por aqui passam, visitam ou ficam sempre.
Mas uma “plantadora de imagens e sentimentos”.
Interessante…

Vou dizer porquê.



WOMAN WALKING IN AN EXOTIC FOREST - Henri Rousseau (1844-1910)




Tenho-me perguntado muita vez porque segui Agronomia.
Além de ser uma belíssima aluna a Ciências Naturais, não demonstrava inclinação para mais nada. Nem nunca tive “dedo verde”…

Como não queria ser professora de Biologia porque gaguejava, acabei por achar que a Agronomia iria ser algo que me permitiria seguir a minha inclinação para a Botânica e matérias afins.

Hoje compreendo que existe muito mais do que uma carreira para alguém que queira fazer transbordar a sua taça e percorrer outros caminhos, igualmente enriquecedores.
No dobrar da fronteira dos 60´s, novos horizontes se estendem em que conhecimento e emoções andam de mãos dadas para saborear novas aventuras.

Para ti, Helena, este esquisso que adoro.
Ou não fosse de Matisse.




“Em todo poema de Matisse há a história de uma partícula de carne humana que rejeitou a consumação da morte.”(Henry Miller, em “Trópico de Câncer”)


3 comentários:

hfm disse...

Ele há coincidências, minha amiga, ambas em linha e em sintonia; agora este post tocou-me produndamente. Numa blogosfera onde o bom e o mau se acotovelam frequentemente é tão gratificante e pacificador encontrar alguém que simplesmente, desassombradamente se comove com a nossa frase, sentida, e aqui o vem dizer.

Obrigada por "teres nascido" como diria o poeta. Obrigada pelas palavras, pelo Matisse, pelo Miller e, sobretudo, por ti.

Maria disse...

Não foi sem emoção que te li, Girassol...
Gostei de te conhecer um pouco mais, só não percebo porque é que neste mundo que é apenas virtual acabo de te ler com uma lagrimita no olho....
Obrigada pela tua ternura.
Obrigada por seres quem és...

Beijinho

SMM disse...

Lindo blog! Adorei ! Se puder me visite, http://sindromemm.blogspot.com