04 julho, 2007

O Medo I



Se
O Medo é inimigo da Liberdade,
E
O Amor afasta o Medo,
Então
Para acabar com o Medo
Devemos

AMAR A LIBERDADE!


4 comentários:

TINTA PERMANENTE disse...

Talvez, talvez...
Como dizia La Fontaine, na moral de uma das suas fábulas: 'Todos acreditamos facilmente naquilo que se teme e naquilo que se deseja.'
Abraço.

Romany disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Romany disse...

Podemos. Devemos, Girassol amigo.
Pior é lidar com quem não ama.
Bjs e bom dia. :)

Guidinha Pinto disse...

Medo vs. Liberdade... penso que falta bom-senso ao comum dos portugueses. É a falta dele que nos transforma nesta coisa sem substantivo, mas adjectivada de agachada, desconfiada, invejosa. Dou-lhe um bocadinho de Almada Negreiros, em Cena de Ódio, porque passado 1 Século ainda apetece "berrar" os versos dele.
"Tu, que tens a mania das Invenções e das Descobertas / e que nunca descobriste que eras bruto, / e que nunca inventaste a maneira de o não seres / Tu consegues ser cada vez mais besta / e a este progresso chamas Civilização!
/.../Arreia-te de Bom-Senso um segundo! peço-te de joelhos. / Encabresta-te de Humanidade e eu passo-te uma zoologia para as mãos p'ra te inscreveres na divisão dos Mamíferos. / Mas anda primeiro ao Jardim Zoológico! / Vem ver os chimpanzés! Acorpanzila-te neles se te ousas! / Sagra-te de cu-azul a ver se eles te querem! / Lá porque aprendeste a andar de mãos no ar não quer dizer que sejas mais chimpanzé que eles!..."
Até impressiona esta nossa maneira de ser português. Abraço e bom fim de semana =)