14 novembro, 2006

Ver...

Nude at Vanity-Roy Lichtenstein


Usamos os espelhos para ver o rosto e a arte para ver a alma.

George Bernard Shaw

10 comentários:

Teresa Durães disse...

usamos a arte para mostrar a alma e o espelho para mostrar o rosto!

um beijo de boa noite

pitanga disse...

Para mostrar o que nos vai na alma , usamos os olhos. Eles dizem tudo.

beijinhos de boa noite

poetaeusou disse...

É Brothers.
Hoje temos o Shaw, o cota das cenas
Teatrais. O mangas viveu 94 anos.
Em 1925, disse a Academia dos Nobéis, como diz o outro. Para dar o Nobél da Literatura, ao Fernando Rocha. O Lénine não gostava dele, tinha a barba melhor do que a dele. O Velhas tambem Fez.
Comó Almada, um papel qualquer, o do Almada acabava assim. Morra o Dantas, Morra ! Pim, (pim? a bala era gay, meu). O dele chamava-se
Socialismo para Milionários.
Brothers o cota era portugues de certeza, vê um pensamento dele:
Não há progresso sem mudança e quem
não consegue mudar a si mesmo, acaba não mudando nada.in) G.B.Shah
Naquele teatro em S.Bento dizem isto muitas vezes.
poetaeusou(presoqualquerdia)
poetaeusou(bipolar)

boleia disse...

ora, e os blogs tambem ;)
um beijinho grande

poetaeusou disse...

ESPELHO/VIDA/MORTE
Fanny, 15 anitos,passava horas ao
espelho, num compromisso mútuo, despedia-se do seu amigo com um beijo. Chegou a hora da separação, Fanny, foi em descoberta de outros horizontes, um dia voltou, Mãe e Avó. Chamamento dos Pais. Na mesa da festa, Fanny exclamou:falta aqui
alguem! pediu licença, levantou-se, sentiu algo pegar-lhe na mão, foi conduzida, ao Sotão do imenso Casarão. Ao penetrar, gritou de alegria. O meu Espelho Querido.
O Espelhou brilhou, como nunca, sentiu um beijo, perdendo a seguir o brilho, a vida.
Fanny, verteu uma lágrima, aconchegou com muito amor, o seu amigo, a um pequno cobertor, que a aconchegava, quando Menina.
Hoje, na grande cidade, na Sala da Fanny, na estrutura fisica, que tinha acolhido o seu amigo, brilha uma fotografia da Fanny, com 15 Anos.
Em frente, há um Carvão de Adonis,o artista deu aos seus olhos o resplendor de um Espelho.
Adonis tem duas formas de olhar, uma ciumenta, daquela estrutura fisica.
Outro de desejo, da Fanny, que lhe
responde, com os seus sensuais olhos.
Não, obrigado, sinto-me bem Aconchegada, nos braços do meu Amigo.
poetaeusou(pensandoemalguem)

hfm disse...

sempre brilhante!

Leticia Gabian disse...

Bom dia, flor do dia!
Posso até ficar sem ver o meu rosto, mas sem conhecer a alma de um artista e me reconhecer nela, nunca!
Beijo grande, querida!

pitanga disse...

Bom dia! Seguiu e-mail. Brilha Girassol!

Rodolfo N disse...

El rostro de toda mujer es una obra de arte...
Cariños

Um outro olhar disse...

sim é uma das formas
da qual podemos analisar o que está por detrás da arte
...

:)