10 novembro, 2006

Dali e a Mulher

Controverso, sem dúvida...
Uns gostam, outros nem por isso.
Fêz retrato, tratou a mulher de diferentes formas, algumas delas pouco apelativas, principalmente no período surrealista.
Mas o seu grande amor, Gala, foi imortalizado na tela de forma soberba.
Vejam...


21 comentários:

Teresa Calcao disse...

Ja visitei o museu de Salvador Dali com todas as obras de arte dele em St.Petersburg Florida.....um espectaculo,recomendo,para quem aprecia,claro!
Beijinhos,

poetaeusou disse...

SALVADOR GALA / ELENA DALI O amor é !!!.
Já não sei andar só pelos caminhos do Amor. Amor é fogo que arde sem se ver;
Eu quero amar, amar perdidamente.
A história de amor entre Salvador Dali e Elena Gala é ao mesmo tempo cativante e louca. Cativante porque depois de Gala , cumprindo uma jura feita, Dali nunca mais envolveu-se com qualquer mulher, mesmo depois da morte de Gala. Nada nem ninguém ocupou o lugar daquela que foi a verdadeira pessoa que orientou e incentivou a vida e a obra desse genio do surrealismo.
Só a Pintura,Castelo e Recordações.
E TU AMOR, quando virás ao meu encontro Poetaeusou( esperando)

non disse...

Gostei de encontrar este blog. :)

Cheio de vida.

Sou fã de Dali. Não dele mesmo mas do artista.

:)

Maria disse...

Um amor como este... é imortal
Fica bem

poetaeusou disse...

MERECES A SEGUNDA DALI...SE...
MULHER ABSTRACTA.
Dáli atravessou a Juventude.
na procura da Mulher que idealizou.
Encontrou-a,saída de uma tela sua.
Inspiração imaginativa, e ela Real.
Linda, 3 pernas, 2 cabeças,4 braços, 3 sorrisos.
(Um deles, sorriso,leva-me pelo Espaço Sideral. da minha mente a algures, no Cruzeiro do Sul.)
Saida da Tela correu para Dali.
Tocou-o, tacteou-o, Dali estremecia.
Envolvido num festival de desejos.
Delirantemente Espasma-se.
E a cada Espasmo, nasce uma Tela.
O ser estranho, mas Belo. continuando a semear desejos, cingiu-o docemente.
O momento supremo chegou.
Para o Infinito, ergueu um braço.
Colocou o Sovaco, no sitio Anatomico de Dali, e Orgasmou...
Dos seus Pés, uma voz, melodiosa, soou:
Gracias Dali, mi génio Salvaje.
poetaeusou(fugindodopescador/caçador)

Girassol disse...

Teresa, imagino o que deve ter sido essa exposição!
Eu já estive em Figures, na Casa-Museu Dali e é um verdadeiro assombro. Quero voltar!

Poeta, um grande amor esse de Dali e Gala...O que tu sabes!!!! E partilhas!
O Amor acontece e um dia virá ao teu encontro...Podes estar certo!

Non, obrigada pela visita!
O artista era feniomenal, o homem era...um pouco louco, actor?

Maria, existem amores assim...Há quem não acredite, mas...Eu acredito!

Beijinhos

Girassol disse...

Erros corrigidos(por estar a falar com Macau ao mesmo tempo...)

Figueres...
fenomenal...

aprendiz de viajante disse...

Faço parte dos que gostam!!!

Um bjinho e bom fds

Leticia Gabian disse...

Flor maior,
Sem dúvida, amo Dali.
Grande beijo, querida!

Betty Branco Martins disse...

Sim! Gala além de ser o seu grande amor - era a sua Diva - Dali queria (e fez) imortalizar o "SER" que ele mais amou - o único.

Beijinhos com carinho
BomFsemana

Luisa disse...

Não sou grande apreciodora de Dali mas reconheço que ele foi um grande artista. Simplesmente, há quadros dele que me causam grande angústia. Porque será?

Bazuca disse...

adoro Dali, principalmente os Cristos são soberbos! quanto ao amor entra Dali e Gala, Deus me livre de algo semelhante, um verdadeiro inferno que provávelmente terá sido o catalizador de tantas telas sofridas...os amores de grandes homens são sempre vidas de martirizadas! o surrealismo de Dali é a modernidade de Jeronimus Bosh, que igualmente me encanta. Tenho o triptico, em tela, do "Jardim das delicias", adquirido no museu do Prado, há anos e ainda tenho muito a descobrir...
bjinhos

Kalinka disse...

A vida é maravilhosa porque é uma "combinação maravilhosa de bem-estar e sofrimento".
É esta combinação que dá cor à vida.
Tal como os vilões dos filmes, os maus momentos têm o seu papel: se não existirem vilões não poderão existir heróis.
É tão simples como isso. Os maus momentos dão origem e sentido aos bons momentos...
que tal...estou divagando.

CONVIDO PARA O MAGUSTO.
Apareça por lá, já tenho tudo na mesa, castanhas assadas, nozes, figos secos e jeropiga, despacha-te...enquanto estão quentinhas as castanhas...
Bom fim de semana.
Beijo.

Ana Patudos disse...

Do surrealismo, Dali foi o expoente máximo. Eu sou sua fã 100%.
jito
Ana Paula

vai ao meu espaço. Tenho um girassol para ti, lindo,lindo!

canela_e_jasmim disse...

Dali e Gala... um casal místico!
Obrigada
Muitos beijinhos

mares-e-maresias disse...

É o amor. E Dali amou Gala como só ele soube amar as mulheres! À sua maneira. À maneira dos seus olhos de artista.
Beijos. Bom Domingo!

della-porther disse...

girassol


soberbo Dali!
maravilhosa você por nos mostrar.
lindo demais.

um beijão

della

Teresa Durães disse...

Gosto de Dali. Tem a loucura que aprecio :))

pelo menos não deve ter sido hipócrita e nada como os brutos e sinceros! Loucos loucos loucos

Boa noite para ti!

AS disse...

Dali pintou sobretudo a mulher e o amor!... as suas telas irradiam luz e incontornáveis emoções...


Um beijo!

Desambientado disse...

Gosto de Dali. Ele consegui ver outras formas para além da forma. E isso, é bonito.

Luis Eme disse...

Obrigado por esta visita ao "Museu Dali-Gala"...