02 setembro, 2007

"O Luna Parque"

Um grande parque de diversões, com barraquinhas de tiro ou arremesso, algodão doce...
Todos os anos lá voltava ao mesmo local, para a alegria da garotada, jovens e adultos.
Num recinto vazio, ao fundo da Avenida da República, ao lado da Fazenda, na baixa moçambicana.


Carrossel, roda gigante, comboio fantasma, montanha russa, chicote, polvo, cadeirinhas voadoras, aviões, carrinhos de choque, foguete, poço centrífugo e o mais temido de todos, o torpedo!





A paciência do meu progenitor não tinha limites, acompanhando-me com entusiasmo nestas incursões, algumas vezes divertindo-se também a andar comigo.
Comprava montes de bilhetes, distribuindo pela criançada, que corriam felizes, apressando-se a usá-los.

Pela minha parte, atrevia-me a andava sozinha em quase tudo.
Os meus preferidos?
Sem dúvida, os carrinhos de choque, os aviõezinhos e o polvo!
E o meu pai olhava feliz para a sua petiza risonha, intrépida, pensando talvez daquela forma minimizar o vazio sentido pela recente perda.

Durante muito tempo, já jovenzinha, continuei a frequentar o Luna Parque, mas havia algo em que não me atrevia a entrar: o Torpedo!

Era constituído por uma barra vertical, com duas carlingas de avião em cada ponta, de costas uma para a outra. A barra movia-se circularmente e as carlingas também....
Imaginam? Ficava-se quase de cabeça para baixo...
E a velocidade ia aumentando lentamente até...se sair de lá aos tombos!!!!

Já na universidade, um amigo desafiou-me a andar no Torpedo.
E lá fui!!!
Percebo hoje porque o fiz: para testar a minha coragem e resistência, por me sentir fragilizada emocionalmente.
Repetir, nunca mais repeti, mas até nem achei tão mau como imaginava!.

Conclusão:
Existem alturas na nossa vida que precisamos demonstrar a força que existe dentro de nós.
E a recompensa desse simples acto de coragem pode ser fantástica!

8 comentários:

bettips disse...

Ná...aqui na semos primas nem gémeas.
Tive sempre "terror" por essas geringonças... Era capaz de pegar numa rã, meter-me numa mina à procura de mistérios, escalar mil encostas com tojo, ir de noite à água no campismo... Isso sim! Já agora, que te li e comentei de fio a pavio, deixa-me dizer-te que foi BOM. As fotos são de uma grande beleza. As palavras: de ternura tamanha que só peço para continuares. Como alguém disse atrás, são aspectos que aqui não conhecíamos, horizontes que nem adivinhávamos. Que nos educam, ainda! Um beijo de boa-noite. Fica bem, Bonita.

Maria disse...

Nem pensar.... Não andava nisto nem morta....
Só o carrossel tradicional, de há 50 anos.
Há uns anos, Parque do Retiro, em Madrid, Casa de Campo e... barco pirata. Tudo cheio de truques. Uma das passagens obrigatórias era um enorme tonel giratório. Quem parasse a meio cairia forçosamente. Parei para ver qual era a sensação. E desatei a rir. Tiveram que me puxar e empurrar, porque a queda (quase na vertical) estava eminente.....
Serviu-me de emenda, mas foi tão divertido...

Beijinhos

Isabel-F. disse...

que maravilha ...

e que bom foi viajar no tempo e reviver as minhas recordações que são em tudo semelhantes às tuas


Kanimanbo


bjs e boa semana

mixtu disse...

pode ser fantastica...

tenho que ir ao Luna

abrazo desde tomar

Berta Helena disse...

Tal qual como recordo. Foi bom lá voltar. Ao Luna Parque, à Catembe...
Estou a gostar muito do seu blog. Entrei porque calhou e agora não quero outra coisa. É um mimo! Tenho andado a lê-lo nos últimos dias e acho muito bonita a forma como conta as suas histórias, gosto do humor que lhes põe e da simplicidade e mesmo da forma como fala de momentos menos bons. E fico fascinada, pode crer, a pensar quanto tenho ainda que aprender, eu, uma novata nestas coisas dos blogs. Só comecei há dois meses e ainda não percebi bem a quantas vou.
Bom, do seu gosto muito. Era Uma Vez Um Girassol tem-me dado alegria. E espero que continue a dar-lha a si, como até agora.

Beijinhos

luna macua disse...

QUE SAUDADES DA MINHA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA QUANDO ÍA AO LUNA PARQUE!!!
QUE BELAS RECORDAÇÕES ...
BOM RECORDAR.
BJOS
LUNA MACUA

Anónimo disse...

Este fim de semana o meu pai decidiu nos "impingir" com as reliquias que ainda tinha la em casa, porque está a fazer aquilo a que ele chama uma limpeza do passado. No meio dessas reliquias encontrei um papel.. Um programa do meu aniversario de 24/07/1990 e nesse programa ás 20h estava destinado uma ida ao Luna Parque.. Não me lembro.. não me lembro mesmo nada do que era o Luna Parque e onde era sequer.. E aqui voltei a encontra-lo :). Obrigada

Espirros disse...

Este fim de semana o meu pai decidiu nos "impingir" com as reliquias que ainda tinha la em casa, porque está a fazer aquilo a que ele chama uma limpeza do passado. No meio dessas reliquias encontrei um papel.. Um programa do meu aniversario de 24/07/1990 e nesse programa ás 20h estava destinado uma ida ao Luna Parque.. Não me lembro.. não me lembro mesmo nada do que era o Luna Parque e onde era sequer.. E aqui voltei a encontra-lo :). Obrigada