10 setembro, 2007

“Campismo selvagem”


A minha estreia no campismo fez-se na Praia do Bilene, a cerca de 160 km a norte do Maputo, na província de Gaza.
Campismo selvagem, numa das mais belas praias de Moçambique.


Àguas quentes, calmas, areia fina, branca, queimando os pés nas horas de maior calor.
Casuarinas ao longo da praia, sombra agradecida depois duns mergulhos.
Tudo perfeito!


Para lá chegar, era preciso percorrer cerca de 30 km de picada, desde a vila de Macia.
Mas valeu sempre a pena…
Porque a paisagem oferecida era de uma beleza estonteante.

Quatro raparigas e um rapaz inofensivo para nos guardar.
A condutora era eu, a experiência da tenda uma aventura!

Não contávamos com o mau tempo, que na época das chuvas, de Outubro a Maio, desabava em fortes chuvadas e trovoadas…
Assim aconteceu!


O meu medo das trovoadas era intrínseco e dentro da tenda ainda maior!
Felizmente só durante a noite o céu resolveu pregar-nos a partida; de dia pudemos deliciar-nos com o calor do sol abrasador e a frescura dos banhos em águas tépidas.


Por ter gostado tanto da experiência, mais tarde, servi-me do campismo para conhecer terras e costumes pela Europa fora.
Mais uma vez, valeu sempre a pena….


(Imagens da net)

7 comentários:

Maria disse...

Verdadeira viagem ao passado que estás a fazer....
... ao mesmo tempo que preparas a tua viagem, ao mesmo sítio, mas ao futuro.....
Adorei o post.

Um beijinho, Girassol

Pitanga disse...

Na última sexta-feira todo o povo brasileiro viu Aveiro na tela da Globo. Os barcos, os doces, o farol, a Ria. Chamara-na a Veneza portuguesa. Procurei-te mas afinal andavas a fazer campismo.

beijos e ovos moles.

Teresa Durães disse...

(estou aqui a babar-me....)

tenho medo das trovoadas portuguesas, imagino essas! ehehehehh


se calhar ficava vacinada e passava!

vou aguardando!

beijos

C Valente disse...

Bonitas fotos, grande viagem , e o campisnmo selvagem é mais campismo é mais natural (desde que depois ese deixe a zona limpa)o campismo convencional tronou-se numa chatice,Eu fiz campsmo selvagem depois em parques autorizados (monte gordo, Praia Verde e outrso e desisti
saudações amigas

Anónimo disse...

Ana,
Quantos acampamentos terei eu também feito no Bilene,quantas saudades, quantas recordações..

Tem sido muito bom viajar por terras do meu Moçambique contigo...

Vou estar convosco em pensamento...
Chico

Berta Helena disse...

Ai! Girassol, todas essas histórias de Moçambique espicaçam a saudade. Ainda mais de quem passou por vivências semelhantes.Apetece partir já!

Beijinhos

Danilo disse...

a ultima imagem é de que sitio? fiquei maravilhado pela beleza do local.