30 maio, 2007

O meu pedido...

Love



Tenho uma amiga do coração, um pouco louca como eu, que no dia dos meus anos, almoçou comigo e me perguntou se queria ir a Fátima com ela. Não a pé, claro!
Disse-lhe que sim, mas que só podia ir num sábado, porque não podia faltar mais para descontar nas férias.
Quando lhe disse que ia fazer greve, exclamou:
- Então vamos no dia da greve!
E ficou combinado.

Eu não sou católica, fui criada na religião protestante, acompanhando os meus pais nesse credo.
Por volta dos 17 anos, rebelei-me contra a repressão exercida nesse meio religioso.
Tudo era pecado...Ir ao cinema, aos bailes...
Cansei...
Mas continuei a reger a minha vida pelos princípios que tinha aprendido.
Hoje acredito simplesmente.
Em Deus.
No Amor.
Nas pessoas.
Naquilo que nos pode tornar melhores.

Estou de greve.
O pescador também.
Daqui a pouco rumamos a Fátima com a nossa amiga.

Que vou pedir?
Primeiro vou agradecer, agradecer, agradecer.
Tudo!
Depois pedirei que a ponha no coração dos homens mais amor, mais solidariedade.
Principalmente no coração daqueles que nos governam agora e que não pensam nas pessoas.
Que acabe esta onda de ataques, este clima de medo que se instalou por todo o lado, calando bocas, reprimindo...
Chega.

Vou acender umas velinhas.
Acredito na mudança, sim, mas não sempre ã custa dos mesmos, para que sempre os mesmos vivam uma vida de luxo e sem preocupações financeiras!

15 comentários:

pitanga disse...

Ah se eu dissesse aqui o meu pedido. Mas tu já deves saber.

beijos

Belzebu disse...

Apesar de ser ateu, acende lá uma velinha por mim, por todas as razões que apontas! Talvez duas velas façam mais efeito.
Mais solidariedade, mais sensibilidade, mais atenção com os desprotegidos, menos ódio, menos repressão e mais, muito mais respeito pelo semelhante!

Faz uma boa viagem e envio-te o habitual abraço infernal!

rahlo ortuo disse...

acreditar e a fé, é o que nos faz seguir em frente


:)


(desculpa a demora na resposta ao teu desafio, mas não foi esquecido e já está cumprido)

Mocho Falante disse...

Olha se puderes acenda uma por mim para que aqui o Mocho possa ter muita tranquilidade e pouqinho de sorte para o que está a desejar agora

beijocas

Dulce disse...

Deixo-te um beijo.

Maria disse...

Se eu acreditasse, tinha ido hoje a Fátima....
Como só acredito nos homens, é com eles, e contigo, que tenho a certeza de que, um dia, este Mundo será mais justo.

Beijinhos

sa.ra disse...

gostei tanto desse pedido e da esperança que ele carrega!

serás atendida!
serás!
também eu tenho fé na mudança!

beijinho
dia muito feliz

poetaeusou disse...

///

LOVE

,

bj

///

Lmatta disse...

Obrigada girassol
beijos

Rodolfo N disse...

Hermosa posibilidad de pedir por Paz, igualdad y amor.
Beijos

Cristina disse...

Já é tarde, mas pedia-te para acenderes uma vela para mim, em pedido ao meu filho amadurecer

:)

beijinhu

Teresa Durães disse...

:))

gostei tanto!! já fui a Fátima também acender uma vela porque sim. Não sou cristã tão pouco.

beijos

Menino Azul disse...

Magnifico
Simplesmente belo, é como se algo expelisse os ideais através das letras.

Manuel Palhares disse...

Olá AB,

Isto de acreditar,em mim, é um conflito: quando estou aflito, acredito; quando nada me preocupa, sou agnóstico.Em resumo:sou cobarde!
O teu bog continua com a mesma classe de sempre.
Um beijinho,

MP

Isabel José António disse...

Querida Girassol,

Adorei este seu post tão autêntico e cheio da alegria que ter vivido a vida e sabido florescer certamente lhe deu. A sua gratidão é bela e alegre como uma casa arejada, porque é feita de alegria e de realização.

Seja sempre assim!

Isabel