31 março, 2007

Nem sempre...

Salvador Dali

....me apetece escrever...
Nem sempre as ideias surgem...
Nem sempre consigo animar os outros...
Nem sempre tenho forças para mudar...
Quando entristeço.


Desço ao bar para tomar café, sou a primeira.
Olho para a senhora, cozinheira há muitos anos na cantina, sinto a sua aflição.
Começa a chorar e eu também...
É uma das funcionárias “disponíveis”, vai para a Mobilidade Especial.

Desço as escadas para sair, pico o ponto e olho para a telefonista.
Olhos marejados de lágrimas, ainda longe da reforma, a única existente nessa categoria.
Queixa-se e ouço-a e mais uma vez as lágrimas, teimosas, me traem...
Mais uma para os “disponíveis”.

Passo no corredor, várias mulheres consolam outra, que chora desolada.
Tesoureira, mais outra dispensada...

Eu? Ainda não sei...
É uma lenta agonia.
São três lugares para quatro...
Quem sairá?

Já estão a fazer as listas nominais e as cartas com a novidade serão enviadas na segunda feira. Cada um de nós receberá uma carta, onde estará ditada a sentença:
- Ou fica ...ou sai para sempre....
São muitos os que saiem. Ao todo, 214.

Não penso só em mim.
Sofro por aqueles com quem lido há 20 e muitos anos e que, como eu, ainda esperam a confirmação do sim ou não.

Revolto-me.
Tanto dinheiro esbanjado, tantas indemnizações milionárias, tanto luxo e boa vida por parte daqueles que nos pedem sacrifícios.
Que, com desumanidade, frieza e desfaçatez nos tiram o pão.

21 comentários:

Aprendiz de Viajante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aprendiz de Viajante disse...

... identifico-me! Nem sempre!


Mas sempre para ti, um bjinho e bom fds

Maria disse...

Girassol

Nem sei o que te diga. Nem sei o que diga a amigos meus nessas condições, de serem dispensados.
É uma injustiça enorme.

Estou solidária, sempre, com a vossa luta.

Deixo-te um grande abraço e um beijo

bettips disse...

Minha querida, vinha ao "canteiro" e pelo que tinhas tinhas dito, pansava no que estaria a acontecer. Mas não deixes de falar, por favor, GRITA a tua indignação, dá voz à dos outros. Cavaram um fosso entre publicos e privados, de propósito. Eu conheço o privado mas estou contigo e os outros como tu. Abraço amigo mas fala a dor...deves, para que todos saibam ...mais uma vez é preciso avisar toda a gente!

margarida disse...

Girasol Amigo não pares de estar virado para o sol. Sol é vida, ilumina-te e certamente não deixa-rá que algo de menos bom te aconteça.
Um beijinho grande

Mocho Falante disse...

Minha querida é o que se chama o castigo injusto das resoluções muitas vezes tomadas sem pingo de humanidade, mas lembra-te que quando se fecha uma porta abre-se uma janela e a tua será com uma vista maravilhosa para o mar

beijocas

Teresa Calcao disse...

Que se passa no nosso Pais,supostamente um jardim a beira mar plantado,que a pouco e pouco se vai tornando uma "republica dos bananas"?????
Comeco a compreender a votacao dos portugueses ao elegerem Salazar como o melhor portugues de sempre.
Muita forca,Girassol!
Beijinho

poetaeusou disse...

*
tu não me digas que os outros não compreendem
e não sentem aquela raiva nos dentes.
não me digas que eles não compreendem ...
*
ji)
***

Jardineira aprendiz disse...

É verdade amiga, às vezes é uma revolta ver o esbanjamento de uns e os sacrifícios impostos a outros. Mas se nos deixamos arrastar pela amargura também nos prejudicamos a nós. Então vamos ter esperança. Não se costuma dizer que há males que vêm por bem? Quem sabe...
Eu espero que sim.
Beijinhos

Maria disse...

Grande Flor, Grande Mulher

Amanhã é segunda feira.
Estou contigo, há muita gente contigo.
Vens aqui contar depois, tá?

Beijo do domingo possível...

hfm disse...

Acabei de chegar e junto-me a ti nessa espera. Um beijo

Messala disse...

não gosto de te ver tristinha, minha Amiga!

Cristina disse...

Ainda é cedo, eu sei! Mas não ver oportunidade de voltar á blogosfera, e sendo assim, deixo aqui os meus votos para que a tua páscoa seja muito feliz,
não comas muitos chocolates :)
Beijinhu, até para a semana

Margri disse...

Estou a comentar de segunda para terça, em que já deves saber da decisão que esperavas.
Mesmo que tenhas tido sorte, há os outros, e os riscos continuam, por muito injusto que pareça.
Claro que no primeiro momento há a revolta, a indignação, mesmo o desespero.
Mas depois é preciso continuar, não baixar os braços e procurar todas as janelas que se podem abrir quando uma porta se fecha.

Desejo-te muita sorte, mas também muita confiança na vida e em ti própria.

Um abraço solidário.

greentea disse...

má gestão, má distribuição
ordenados chorudos para uns , miséria para outros
Muitoos funcionários que nada fazem para justificar o ordenado ao fim do mês e outros que se esfalfam a trabalhar...
Um abarço para ti

pitanga disse...

Só um beijo...cheio de carinho.

Rui Luís Lima disse...

enquanto o sol brilhar a esperança permanece viva, mesmo quando a noite cai, não podemos esquecer que um novo dia irá acordar.
uma boa Páscoa
paula e rui lima

aDesenhar disse...

olá girassol

sei pelo que estás a passar neste momento.
o meu organismo também vai ser extinto.
mobilidade é o caminho.

mas em termos gerais é estranho que o governo do EX-ENGENHEIRO Sócrates não fale em indemnizações para os trabalhadores que passam ao quadro dos excedentários!

não resisto a passar esta carta a um jovem licenciado candidato a funcionário público do blog do JUMENTO:

Se é tua intenção ingressar numa das carreiras da função pública gostaria de te dizer algumas coisas antes de te decidires a dar um passo de que te poderá arrepender para o resto da vida. Optar por ser funcionário público poderá não ser uma alternativa face às dificuldades do mercado de trabalho, mas é bom que saibas como vão ser os teus quarenta anos de vida profissional.
A primeira constatação que vais fazer é que o que por aí se diz quanto ao mérito é mentira, aquelas que consideras serem boas qualidades profissionais são defeitos num funcionário público. Esquece o mundo que conheceste e os valores que te ensinaram, na FP progrides se fores obediente, prescindires de opinar, fores subserviente e, acima de tudo, se aderires ao partido.
O que por aí se diz sobre avaliação é um grande embuste, a filiação partidária ou a bajulação das chefias sobrepõem-se a quaisquer avaliações. E mesmo que o mérito seja avaliado de pouco mais servirá do que para ajudares o amigo do partido a fazer boa figura e subir na vida, pouco mais vais ganhar do que umas palmadinhas nas costas.
Vais ter um patrão sem memória, de nada serve o que tenhas feito, o teu futuro profissional vai depender da conjuntura política, a qualquer momento o teu futuro se pode desfazer em nome do défice, o teu ordenado pode ser necessário para alimentar obras públicas indispensáveis para conquistar o voto nas próximas eleições.
Esquece o que aprendeste na Universidade, por exemplo, se fores licenciado em economia limita-te aos conhecimentos de aritmética e pouco mais, se pensas que vais colaborar nalgum modelo econométrico desiste, as previsões são feitas a olho, desde a despesa pública às receitas fiscais todas as previsões não passa de meros exercícios percentuais.
Para muitos dos licenciados da FP a carreira profissional não passa de um processo de desvalorização intelectual, cedo terás perdido muitas das aptidões e conhecimentos adquiridos nas universidades. Até poderá ser perigoso mudar alguma coisa, para o funcionário público é um grande risco querer mudar o que quer que seja, e se isso passar por evidenciar maior capacidade do que a das chefias ou demonstrar que algo foi mal feito do passado deixa de ser um risco e passa a ser uma fatalidade.
Optar por ser funcionário público é colocares o teu futuro nas mãos de políticos pouco escrupulosos, para quem os resultados eleitorais estão acima de todos os outros valores. Se numa empresa o teu futuro depende nos resultados dessa empresa no Estado o teu emprego depende do resultados eleitorais dos políticos, e se um bom empresário é aquele que melhor gere os bons recursos humanos, um bom político começa a ser aquele que melhor consegue tramar os funcionários públicos.

e Lá vamos cantando e rindo!

fica bem
amiga Girassol

bjs solidários.

bettips disse...

Então, minha querida? Sei que precisamos de ti, eles, os "excedentários" e nós, os nada. Beijinho.

Teresa Calcao disse...

Thinking of you!!!!!!
Beijinho

Era uma vez um Girassol disse...

Meus queridos amigos, agradeço sensibilizada as palavras de carinho, o apoio, a solidariedade.
Beijinhos para todos