06 fevereiro, 2007

Olhar Macau IV




Gosto de passear pelas ruas e becos da cidade, apreciar as gentes, o movimento constante, os risos das crianças, a algaraviada dos jovens quando terminam as aulas, as poses para a fotografia de turistas risonhos, o vaivém de outros turistas carregados de caixas de bolachas fabricadas ali e largamente apreciadas.

É um sentimento estranho, de orgulho: como se sentisse que nós, pequenos grandes portugueses deixámos ali algo para apreciar, saborear, entender, apesar de pouco se falar português.

Não há racismo, antipatia ou hostilidade.
Ficamos em paz, de consciência tranquila…
Não é o mesmo sentimento de ingratidão, intolerância e até rancor que se sente da parte das gentes de África, constantemente a culparem os portugueses de tudo e de nada.
Fiquei farta disto, sinceramente.

Em Macau sinto-me portuguesa.
Há decerto uma magia naquela terra que nos faz sentir bem.
E o respeitar da obra que ali deixámos, por demais fotografada, pintada, desenhada, conservada.
Como isto...

O ex-Leal Senado, pintado anualmente, embrulhado em andaimes de bambús...

8 comentários:

poetaeusou disse...

Girassól.
Pensava que a cortina de Bambu,.
tinha sido derrubada.
hihihi
Sublimes posts.
bj)

bettips disse...

Passei muito à noite mas volto. Para ver tudinho, ao pormenor. Vou comer uma bolacha e sonhar que todos nos querem bem. Bjinho

LUA DE LOBOS disse...

viajei contigo e foi uma delicia :) obrigada pelo "tour"
tenho andado arredada dos blogs porque não há disposição de todo... mas os amigos estavam a fazer-me falta...
xi
maria

Licínia Quitério disse...

Que ruas tão estreitinhas. De uma pobreza colorida, não é?

Beijinhos, Mulher das Sete Partidas.

Mocho Falante disse...

Ahhh como adorava ir a Macau e já lá estive perto...mas um destes dias perco a cabeça faço a trouxa e lá vou eu...é só haver disponibilidade (€€€€€€€€)

E esta musica do fantástico Fantasma da Opera que me deu umas saudades loucas de Londres...ai mãezinha que ainda perco a cabeça e zarpo até terras de Sua Majestade

beijocas

Um outro olhar disse...

gostei de ver as imagens de Macau, muito bem acompanhada pela música que se encontra no blog

:)

Isabel-F. disse...

belo slide
parabéns
bjs

kalinka disse...

ONTEM, dia 7 - um post especial num dia também especial - para minha Mãe. Convido-te.

A vida é uma passagem sim, feita de lugares certos e errados, palavras ditas e não ditas, correctas ou não, mas que com elas construimos essa vida e esse caminho da vida de um tempo que não volta mais...
fica apenas o sabor doce e/ou amargo de algumas palavras em momentos certos ou errados....

Beijos e abraços.