23 agosto, 2006

Cinema de Outras Eras IX

AUDREY HEPBURN

Roman Holiday (1953)
FaceFunny (1957)
Breakfast at Tiffany's (1961)
My Fair Lady (1964)
Sabrina (1954)
The Nun's Story (1959)
Charade (1963)
Two for the Road (1967)

Alguns dos seus melhores filmes , recordados pela televisão de vez em quando...

História de uma Freira
(1959)




Filme passado num convento de freiras, num asilo de loucas e num hospital de leprosos em África. Um trabalho de grande classe, dirigido por Fred Zimmerman.
Uma homenagem ao médico Albert Schweitzer, nascido na Alsácia, sobejamente conhecido pela sua dedicação ao problema da lepra em África, nomeadamente em Lambarena, no Gabão, onde fundou um hospital. Com alguma regularidade, vinha dar concertos na Europa, para angariar fundos. Tocava Bach. Recebeu o Nobel da Paz.
Hoje trago aqui um tema que escolhi do CD produzido após 128 anos do seu nascimento.
Uma beleza....
Mistura Bach com música africana e chama-se....
Quem sabe?

Album : Lambarena: Bach to Africa

Artist : Pierre Akendengué

Year : 1993


Cantate 147
Sankada + Lasset uns den...
Mayingo + Fugue
Herr, Unser Herrshen
Mabo Manoe + Guigue
Bombé + Ruth Wohl, ...
Pepa Nzac Gnon Ma
Mamoudo Na Sakka ...
Agnus Dei
Ikokou


La Medicina en la música
Título: LAMBARENA - Bach to Africa.
Autor de la reseña:
Asclepio. Médico de Familia.

Nacido como un homenaje a ALBERT SCHWEITZER, el proyecto LAMBARENA - Bach to Africa fue una concepción de MARIELLA BERTHÉAS y de la fundación "L'Espace Afrique", a quienes les debemos esta grabación. Lambarena reúne los dos elementos esenciales del "mundo del sonido" de SCHWEITZER: la música de BACH y las melodías y los ritmos nativos de su patria por adopción, el Gabón. Esta obra es el resultado de la colaboración de dos músicos dotados de un talento único: HUGHES DE COURSON, compositor y productor francés, que armó la estructura clásica de Lambarena, y PIERRE AKENDENGUÉ, autor, filósofo y guitarrista del Gabón con una discografía de más de 12 discos.
DE COURSON y AKENDENGUÉ empezaron su labor para Lambarena combinando las armonías tradicionales de Bach con diferentes armonías étnicas del Gabón (hay por lo menos 42 grupos étnicos diferentes en un país de tan sólo un millón de habitantes). Crearon un tejido de sonido fascinante que está compuesto por las voces de los cantos del Gabón y las melodías clásicas de BACH, compenetrado íntegramente por los ritmos subyacentes de la selva africana.
Después de meses de preparación, los 10 conjuntos de música del Gabón que PIERRE AKENDENGUÉ había escogido para que participaran en Lambarena viajaron a París para reunirse por casi 100 días en el estudio con ejecutantes de música clásica occidentales así como con los músicos argentinos del tango y jazz OSVALDO CALA y TOMAS GUBITSCH y con los percusionistas SAMI ATEBA y NANA VASCONCELOS.
El resultado de esta colaboración multicultural es Lambarena.

10 comentários:

marsofig disse...

Hum, eu não sei... Mas lembras-te das tardadas de domingo, com chá e torradas de forno, a ver a sessão da tarde na RTP1, o sol a bater no janelão, quando passavam estes "filmes de outras eras"??? Ai que saudades! Ontem vi um filme com o Dustin Hoffman, o Donald Sutherland, o Morgan Freeman, o Kevin Spacey e a René Russo a falar francês! Um crime - ainda que o filme fosse mais uma americanada dos anos 90... E sabes que passam "n" filmes do Fernandel todos os domingos?!?! Ehehehe! Só vejo alguns, claro... Bjs...

Ana Luar disse...

Simplesmente fabulosa a escolha............ adoreiiiiiiiiiiiiii!

as velas ardem ate ao fim disse...

Pois não sei mas gostava de saber.
É tão bom rever esses filmes quando a televisão nos dá essa honra.obrigada pela tua visita.
bjos

Girassol disse...

Olá filhota!
Se me lembro...!!!!
Felizmente aqui ainda não dobram os filmes...Que horror!!! Deve ser muito esquisito não ouvir as verdadeiras vozes dos actores...
Fernandel? O máximo da risota...

Ana, irei colocar filmes mais recentes, prometo!

Velinha, lá direi...se ninguém adivinhar!

Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Lembro vagamente do filme, mas da música não poderei dizer o nome. Estou curiosa.
Beijos

Luisa disse...

Não me lembra o nome da música. O engraçado é que para a ouvir tive que pedir uma "licença" à Microsoft....nunca me tinha acontecido. Tem sido mito interessante esta tua mostra de filmes antigos. Acho que vi todos os da Audry, uma grande actriz!

weg disse...

Grande Senhora do cinema!

Até tenho vergonha de dizer as vezes que vi esse filme (sim, o da freirinha... lolol)

Bj

:)

Girassol disse...

Leticia
Luisa
Weg

Digam-me se ainda acontece esse tal problema...Pedir a licença para ouvir a música.

Beijinhos

Anónimo disse...

olá, girassol!
tenho o disco Lambarena, e é uma delícia! quase o gastei
adoro estas misturas de clássicos com sons de áfrica...
áfrica está no nosso sangue, não é?
agora comprei uns Mozart in Egypt, 1 e 2, uma maravilha de sons!
bjs
AP

Girassol disse...

Olá!
Realmente a Lambarena é de tocar até partir...!!!
Gostava de ouvir esess...
como se chamam? Podia procurar e colocar aqui uma delas...
Bjs