30 novembro, 2005

Ilha Encantada


Jovens universitários, éramos um grupo pequeno de finalistas de Agronomia em viagem de estudo ao norte Moçambique. Já tínhamos passado pela Beira, Vila Pery, Quelimane e chegámos a Nampula. Rumámos à Ilha de Moçambique, era a primeira vez que iria visitá-la e estava curiosa! Ficámos instalados numa pensão e preparámo-nos para um magnífico jantar de marisco...Hummmm, que noite agradável, quente, serena! No dia seguinte partíamos novamente para Nampula, a visita era curta, havia que aproveitar o tempo todo! Levantei-me muito cedo, talvez cinco da manhã, ainda era de noite. Tinha combinado de véspera com alguns colegas ir até à piscina da Pousada, tomar uma banhoca e ver o nascer do Sol....Afinal eles já tinham desaparecido e acabei por me meter a caminho sozinha. Momentos mágicos são esses que tenho para contar...

Percorro só estreitinhas ruas
de madrugada, é noite
de amarguras...
Chego à piscina ladeada a mar
e espero a aurora
do dia, o raiar...

Não estou sozinha
Oiço um marulhar,
além das ondas ,
rir e sussurrar...

E surge de repente o meu amor
Que num imenso abraço me estreita!
Enchendo de calor o peito
o corpo todo se deleita...

Corpos juntinhos num ardente beijo,
A aurora brilha, rompe num desejo!

Momento mágico de ternura tanta,
Brincadeiras de água, risos e olhares...
O coração cheio quase que rebenta
Na esperança vã de regressares...

Ao deixar a ilha rumo a outro lugar,
Tudo se esvanece em grande amargura...
Esfumou-se o encanto, findou a ternura.

Ilha encantada
( Ilha de Moçambique )

2 comentários:

Um outro olhar disse...

beira, vila pery...
boas lembranças que tenho...

gostei de ler

:)

MCéu disse...

Olá
Vim aqui parar através do blog da Guida, gostei, vou voltar.