09 março, 2008

Leituras passadas!

“Se se quiser falar ao coração dos homens, há que se contar uma história. Dessas onde não faltem animais, ou deuses e muita fantasia. Porque é assim – suave e docemente que se despertam consciências.”
Jean de La Fontaine


E foi assim, passando horas sem fim em leituras, que levei a infância, adolescência e juventude.
Histórias e mais histórias, trincando pevides da Figueira da Foz, enviadas por barco até à longínqua Lourenço Marques….
Indissociáveis, pevides e livros!!!!

Primeiro, as aventuras vividas pelos Cinco, com o Tim, cão espertíssimo a quem só faltava falar, os piqueniques que abriam o apetite, suspense em cenas escritas com mestria por Enid Blyton. E os Sete
Mas ao mesmo tempo devorava banda desenhada: O Cavaleiro Andante, Tanzan, Mandrake, Fantasma, Roldão - o Temerário, Cisco Kid, Batman, etc.

Depois vieram os livros da Condessa de Ségur, Dickens, Andersen, Julio Verne, Mark Twain, …
A Princesinha, O Pequeno Lord, Os Desastres de Sofia


Já na adolescência, os livros da Biblioteca das Raparigas tornaram-nos irremediavelmente românticas…
Deus Escreve Direito, O Romance de Isabel, Mulherzinhas, Boas Esposas, Margarida Desfolhada, Uma Rapariga da Montanha, Aconteceu num Voo, Miss Grey, Londres, aqui estou….
Berthe Bernage, Luisa May Alcott, Anne Bronte, Maysie Greig
, fizeram-nos sonhar, sonhar…




Entretanto, um amigo da família tinha uma enorme colecção de Zane Grey, o autor americano dos westerns, grande parte deles levados para o cinema.
Aventura e mais aventura!!!!


A seguir vieram os romances de Pearl Buck, John Steinbeck, Somerset Maughan, Aldous Huxley, Ernest Hemingway, Graham Greene …
Da colecção Livros do Brasil, Dois Mundos.


E John, Chauffeur Russo, da Colecção Azul – Romano Torres.
lembram-se?????


Livros inesquecíveis acompanharam o nosso crescimento, tornando-nos românticos, sonhadores, algo aventureiros.

Demasiado??? Talvez….

22 comentários:

Maria disse...

Lemos os mesmos livros, as mesmas edições.....Falta-me juntar aqui o CONDOR, banda desenhada de cow-boys e o ALVO, idêntico...
Os livros dos CINCO eram lidos (quantas vezes) na casa de banho, na hora de estudar.....
Enfim, são as nossas memórias de leituras....

Beijinhos Flor Grande

Magri disse...

Olá Girassol!

Também passei pela maior parte das tuas leituras e por outras.
Nem sempre era a grande literatura, mas ao menos estavam em bom português; e quase toda a gente lia, aprendendo assim a exprimir-se com fluência também por escrito. Agora essa fluência anda um pouco pelas ruas da amargura.
Mas compensa-se (???) com a nova linguagem dos SMS.
Épocas...

Beijinhos e boa semana.

Teresa Durães disse...

Steinbeck e PearlBuck, não por favor. um livro de cada e um problema visceral para sempre :)

somerset é somerset!

C Valente disse...

Boa noite e saudações amigas

poetaeusou . . . disse...

*
quase um plágio, meu,
eu,
um devorador de livros,
,
conchinhas
,
*

Vanda disse...

:) bom recordar!!!

Para a minha lista, de B.D. tenho que recordar a Zana da Floresta e a M.X. (uma francesa da Resistência que cantando e seduzindo à noite, de dia lutava pelos seus ideais) e lembrar a coleção da Brigitte, da escritora Odette Saint-Maurice, que me levou a conhecer Paris, muitos anos antes de lá ir :)

Quanto às tuas pevides associadas aos 5 ;) troco-as por bolachas de baunilha :) estaladiças :) ou Belinhas...lembras-te das Belinhas redondinhas de chocolate? :)

beijos e sorrisos para ti!

Laurentina disse...

Menina tu não existes...quando aqui venho é para dar uma geralzada e ficar de barriguinha cheia!!!
Estes livros meu Deus, li-os todos tinha-os todos, era cotume a minha mãe ir á Progresso comprar as "burdas" e um livro para mim, quando eu ia sozinha ia ter com o meu tio á Minerva e tunga la vinham dois do Tim Tim, ou dos 5, ou dos 7.
Ai vou-me embora que ainda choro...
beijão grandeeeee para ti


PS(salva seja)não morro sem lá ir.
Deus sabe que não me pode fazer isso

Licínia Quitério disse...

Ih que beleza de memórias. Soube bem lembrar. Ainda tenho alguns destes "fósseis". E as irmãs Brontë? E...e...e...

Obrigada. Beijinho.

Mocho Falante disse...

Querida Girassol

mas que boa viagem que nos ofereceste com este post, dos apresentados li alguns, e agora que me avivaste a memória apetece-me voltar a ler alguns deles

uma bela beijoca

Guidinha Pinto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guidinha Pinto disse...

Li, aqui no "puto" alguns destes livros. Para mim, eram mais os tremoços ... Claro que os livros que mostra sempre foram boa companhia e agora que os olho, buscam algo mais na memória para além dos personagens. Outro livro que li e nunca esqueci: O último Moicano. Recordo o meu primeiro livro romântico - John Chauffeur Russo. Teria uns 12 anos... Experimente empresta-lo a uma sobrinha pré-adolescente ... Ganda seca tia ... foi a resposta recebida na devolução. Os nossos tempos, apesar de tudo, foram muito, muito inocentes.
Gostei de recordar.
Beijo.

Méon disse...

Eu poderia assinar por baixo.
Livros do nosso crescimento: tijolos da nossa vida...
Voltarei.

Laurentina disse...

Amiga lembrei-me agora que na Académica também se comprava muito bem, que ficava ali para os lados da Praça 7 de Março, na esquina da rua do Noticias eheheheheheh.
Eu tinha duas malas de porão carregadinhas desses todos e de outros mais para virem para cá, chegaram ao cais...tunga foram abertas e esvaziadas para meu desespero total.
Sabes tb o que eu tinha?
A Fagulha, sabes o que era??!!
Ora diz-me lá...
As Vinhas da Ira, foi-me oferecido como premio de melhor aluna em geografia da Escola Comercial no ano lectivo 71/72...xi bons tempos que já não voltam mais.
É pena, é pena...

beijão grande

poetaeusou . . . disse...

*
revisitei
a
biblioteca,
recuperei
de
mim,
,
conchinhas
,
*

Magri disse...

Passei para desejar um bom fim de semana e aproveito para recomendar um novo blogue, indicado no meu sítio.
Bjinho.

Barqueira disse...

E como te fizeram gente Boa essas leituras.
Também fiz essas mas caí na asneira de ler filósofos. Fui mais innfeliz. Será por isso.

Beijos. Amiga.
Boa semana! :)

Belzebu disse...

Obrigado por esta viagem tão agradável, amiga Girassol! Estes foram alguns dos livros que também acompanharam o meu crescimento e que ainda guardo com carinho. De vez em quando ainda folheio alguns com saudade, embora o tempo seja escasso!

Aquele abraço infernal!

Pink disse...

Oi...girassol!
Gostava q participasses num passatempo q ouvi n rário e decidi desafiar a malta. Vá lá!

Isabel-F. disse...

que belo passeio me proporcionaste aos meus tempos de menina e moça...

obrigada por isso ... também os li todos ...


uma Feliz Páscoa para ti

beijinhos

della-porther disse...

Girassol


Sensacional lembrança nos traz...os livrinhos de "far west" heheheheh

uma novidade:
o Cidade está de meia-cara nova.
http://cidadesitiada2.blogspot.com


pra ti uma feliz páscoa
beijos

della

bettips disse...

Se pisamos os mesmos passos e temos os mesmos anos:
somos gémeas do coração romântico, aventureiro mas sobretudo puro e sonhador.
Acho que li de tudo entre os 5 e os 15 anos. Todos os outros livros, no resto da vida, têm sido o cimento na estrutura da minha casa-alma. Janelas e portas depois construídas para que entrasse o sol e saísse o medo.
Recuperei-me a lê-los com prazer e ternura, ao meu filho, esses livros do primeiro lote de que falas.
Bjinhos

Restelo disse...

Li, reli e voltei a ler Os desastres de Sofia! Adorava esse livro!