30 maio, 2015

Meditando

By David Brayne

De mais nada fazer...


Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue; outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho... o de mais nada fazer.
.
Clarice Lispector 

24 maio, 2015

23 maio, 2015

Românticas 5


Encontrar a casa....



"Quando duas almas gémeas se abraçam,
sente-se o alívio imenso de não ter de viver.

Não há necessidade, nem desejo, nem pensamento.

A sensação é de sermos uma alma no ar
que reencontrou a sua casa,
que voltou finalmente ao seu lugar,
como se o outro corpo fosse o nosso que perdêramos desde a nascença."


Miguel Esteves Cardoso

17 maio, 2015

Majestosa

Greta Garbo, 1932 - Clarence Sinclair Bull

Românticas 4

16 maio, 2015

Gostava...

... que fossem os meus olhos a apreciar estas belezas....







Saberes....


13 maio, 2015

Foi este barco...


....que me levou menina pequena para terras distantes, de igual nome...
Aconteceu magia.
Roubaram-me o coração para sempre.


Paquete Moçambique

12 maio, 2015

Românticas 3

Mais do que...

...  a mente,
o coração tem memória.
Não esquece o que viveu e por quem bateu.


O traço...

... que me encanta...
Matisse

Pasiphae--by-Henri-Matisse

07 maio, 2015

Campestre...

...tudo à minha volta....


05 maio, 2015